• Maris Machado

MANAUS

Localizado na região Norte do Brasil, no coração da Amazônia, Manaus é a capital do estado Amazonas e um dos lugares mais visitados por estrangeiros no país. Destino muito apreciado por amantes da natureza, da diversidade cultural e da biodiversidade. Entre as atrações principais podemos destacar excursões de vários dias, culturais e históricas, e passeios pela floresta amazônica.


O QUE VISITAR

Um dos passeios imperdíveis em uma visita a cidade é o passeio de barco para presenciar o Encontro das Águas. Um fenômeno natural onde os rios Negro e Solimões correm lado a lado cerca de 6 km sem se misturar por conta da sua composição química, temperatura e velocidade.


As diferenças nas cores inclusive estão relacionadas com suas origens, sendo o Rio Negro vindo da Colômbia, com o tom mais escuro e o Solimões, com uma tonalidade mais barrenta originada das composições do solo vulcânico dos Andes peruanos. É admirável.


Viajar é uma forma de aprendizado onde discussões sobre educação, ciência e cultura em espaços não formais são propícios. No Museu da Amazonia (MUSA) não é diferente. Ocupando cerca de 100 hectares da Reserva Florestal Adolpho Ducke, é um museu vivo que compartilha suas pesquisas em exposições, catálogos e vivencias. É possível explorar o Jardim botânico com orquidário e broméliário, laboratórios experimentais com aquários e borboletário e a parte mais memorável de toda a viagem, uma torre de observação de 42 m com 242 degraus que te direciona para contemplação da copa arvores da floresta amazônica, onde se vê as diferentes camadas da floresta. Surreal.



Outro cartão postal da cidade e um dos mais importantes teatros do Brasil é o Teatro Amazonas. Bem no centro histórico da cidade, no Largo São Sebastião, foi construído há 125 anos com o intuito de satisfazer os desejos da época. Desejos esses advindo do período histórico do ciclo da borracha que tornou Manaus uma das cidades mais desenvolvidas do país, sob influência europeia. Para ter uma ideia, conta 681lugares, foi construído na Europa e trazido de navio para Manaus.



O típico lugar que agrada a todos. Existe o complexo turístico de Ponta Negra, com uma praia que leva o mesmo nome, belíssima, excursões de dia para ver cavernas e cocheiras, ter a sorte de ver os botos cor de rosa, fazer compras e acompanhar a variedade no Mercado Municipal Adolpho Lisboa. Os artesanatos locais podem ser conferidos nas galerias espalhadas pela cidade.



ONDE FICAR

Para acompanhar o ritmo, no Juma Amazon Lodge é possível se hospedar em um dos 19 bangalôs totalmente integrados à floresta. As acomodações foram construídas sobre palafitas, na copa das árvores para conseguir sobreviver durante as épocas de cheia dos rios. O hotel possui um restaurante nas mesmas características, um museu e até uma piscina de rio, para deixar a experiência mais autêntica.





ONDE COMER

Intitulado como o restaurante que serve a melhor cozinha amazônica de Manaus, o Moquém do Banzeiro surpreende até os mais exigentes. O destaque vai para os lanches amazônicos.

O Banzeiro, outro restaurante da família, segue a mesma linhagem, apesar do Moquém gerar mais burburinho entre os amantes da boa mesa, chefs e críticos gastronômicos.



Além desses, podem ser citados o Caxiri e o Tamboqui de Banda. Duas ótimas pedidas para recarregar as energias entre uma atração e outra de quem está de passagem.



QUANDO IR e COMO CHEGAR

Os melhores meses para visitar a cidade são julho, agosto, setembro e outubro e o mais chuvoso é em abril. O clima é úmido e abafado.

Algumas das cias que operam para esse destino são Gol, Azul, Avianca e Latam. As ofertas de voos são bastante e a duração, em média, é de 3h no voo direto, e com escala, cerca de 6h. As escalas costumas ser em Curitiba ou Brasília.

Quer receber mais conteúdos? Assine!

arrow&v