• Inge Sommer

MENDOZA

Quando pensamos em Mendoza, logo lembramos dos vinhos magníficos cultivados por lá. São inúmeras vinícolas a perder de vista. Localizada ao oeste da Argentina, entre montanhas e vales, tem clima ideal para o cultivo da videira. Mendoza é uma cidade arborizada com muitas praças e avenidas largas, um misto de história, gastronomia, cultura e arte. A cidade ficou parcialmente destruída por um terremoto em meados de 1800 e é interessante ver como a parte antiga e a parte nova ficaram separadas por uma avenida após a reconstrução. Dá até para ver alguns escombros e objetos recuperados do terremoto no Museu de Arte Fundamental localizado no centro histórico.


O QUE CONHECER


Apesar de muito famosa por seus vinhos, Mendoza é muito gostosa para descansar e curtir um spa e excelente para viver algumas aventuras na neve. Visita pelo centro da cidade Não deixe de passear pela maior praça de Mendoza, a Plaza Independência, com várias fontes, feiras de artesanato e apresentações artísticas. Dá pra “gastar” umas horinhas passeando por aqui, sentir o clima da cidade e conhecer um pouco mais da história do local. Dá para fazer tudo a pé, mas você pode aproveitar para dar uma voltinha no Tranvía Urbano de Compras, ônibus turístico que circula pelas principais avenidas do centro comercial. Outros pontos que você vai encontrar durante o passeio são: Museu Municipal de Arte Moderna, o Teatro Julio Quintanilha e o Parque General San Martin, onde você pode visitar o Zoológico, o Museu de Ciências Naturais e Antropologia além do Anfiteatro onde acontece a Festa da Vendimia. Passeio Alto da Montanha Esse é um passeio que dura o dia todo, mas é cheio de paisagens lindas que te levam até a beira do Monte Aconcágua, que faz parte da Cordilheira dos Andes. No caminho você passa por alguns pontos como a Represa Potrerillos, Vilarejo las Cuevas, Puente del Inca, entre outros. É um passeio intenso e que vale muito a pena! Você pode comprar um tour ou fazer por conta própria se tiver um carro alugado. Visita as Bodegas As bodegas estão entre os passeios mais procurados. Não tem como ir a Mendoza sem visitar e degustar os vinhos da região. Alguns destaques são as vinículas de Lujan de Cuio, Maipú e Valle de Uco. Aproveite para degustar um delicioso almoço em um dos restaurantes tradicionais da região como o Familia Zuccardi (em Maipú), que além de vinho também produz azeite de oliva. Termas de Cacheuta Para relaxar, nada melhor que um dia de spa a beira da Cordilheira dos Andes. O Spa Termas Cachueta oferece spas termais e piscinas de pedras com várias temperaturas e banhos de argila. Como a entrada é limitada é recomendado programar e já comprar com antecedência. Também na região tem as piscinas termais públicas, que ficam super pertinho do hotel, porém é muito mais cheio já que não requer reserva.

ONDE FICAR Há várias opções de hotéis na cidade e outras um pouco mais rústicas nas regiões de vinícolas, porém cheias de encanto e conforto. Claro que a experiência de estar à beira da Cordilheira dos Andes pode ter um custo mais elevado às vezes, mas o cenário e a sensação são incríveis e vale a pena fazer o comparativo de valores. Se sua opção for ficar no centro, uma boa opção é o NH Cordillera, que tem um ótimo custo benefício e você fica ali pertinho de tudo. Se você gosta de um pouco mais de luxo, o Park Hyatt Casino e Spa é uma excelente opção, localizado no centro em frente à Praça Independência. Ele oferece spa, piscina, academia, cassino e vários restaurantes. Já para ficar perto das vinícolas e curtir o campo, uma opção muito charmosa é o Lares de Chacras.


O QUE COMER Se você gosta de comer bem, Mendoza é um dos destinos que devem fazer parte dos seus planos. A gastronomia por aqui é excelente e sempre acompanhada com ótimos vinhos. Com um ambiente que se assemelha a um antigo armazém, o Azafrán Restó, conta com clima rústico e aconchegante, com uma culinária tipicamente patagônica, serve pratos com carnes e frutos do mar no menu principal e de entrada, queijos, embutidos e presuntos crus. Outra opção com menu sofisticado é o Bodega Domínio del Plata, com uma vista espetacular para os vinhedos que ficam aos pés da Cordilheira dos Andes. Outra dica bacana é o 1884 Restaurante Francis Mallmann, com um ambiente refinado, serve a mais típica culinária de Mendoza, de empanadas aos melhores assados que são preparados em fornos à vista do cliente. O local conta com doze mil garrafas dos melhores vinhos de Mendoza e mais de 600 rótulos de vinhos argentinos. COMO CHEGAR No momento as fronteiras estão fechadas e os voos suspensos, mas a partir de setembro está planejada a retomada dos voos diários com conexão em Buenos Aires e a partir de novembro os voos diretos devem voltar com uma frequência de 3x por semana. Os voos partem de Guarulhos com LATAM ou Aerolíneas Argentinas. É possível partir do Rio de Janeiro e Porto Alegre também, mas sempre com conexão em Buenos Aires. QUANDO IR Mendoza é um destino com atrativos durante todo o ano, mas a escolha depende de que tipo de viagem você está a fim de fazer. A melhor época para visitar os vinhedos ou participar da festa da colheita – Vendimia – está entre fevereiro e abril. Nessa época você consegue aproveitar também os esportes de aventura como caiaque ou trekking. Para esportes de inverno a melhor época já passa a ser julho e agosto, quando a cordilheira está coberta de neve. E para você que gosta de trilhas, a melhor época é de novembro a março, mais exclusivo e com mais conforto.


Posts Relacionados

Ver tudo

Quer receber mais conteúdos? Assine!

arrow&v